BCSD PORTUGAL 2019-08-23T11:43:49+01:00

O BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável – é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública, que promove o tema da sustentabilidade nas empresas.

O BCSD Portugal apoia as empresas associadas na jornada para a sustentabilidade, promovendo o impacto positivo para stakeholders, para a sociedade e para o ambiente, e tem uma ampla representação setorial e empresas de diferentes dimensões, desde as que integram o índice bolsista PSI20 a outras de menor dimensão. O volume de vendas dos associados representa 38% do PIB nacional, 65 mil milhões de euros em volume de negócios e este grupo de empresas dá emprego a mais de 270 mil colaboradores.  

Visão

Ser a entidade de referência ao nível da sustentabilidade empresarial em Portugal, para os setores público e privado, com vista ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e do Acordo de Paris.

Missão

O BCSD Portugal incentiva e apoia os seus membros na sua jornada para a sustentabilidade, inspirando-os e ajudando-os a construir organizações e modelos de negócio que sejam competitivos, inovadores e sustentáveis – a nível Ambiental, Social e Economia / Governance. Paralelamente, contribui para a construção de políticas públicas e para a sensibilização da sociedade portuguesa, com vista ao desenvolvimento sustentável de Portugal.

WBCSD

O BCSD Portugal integra a rede mundial do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), a maior organização internacional a trabalhar a área do desenvolvimento sustentável, com mais de 200 empresas associadas em diferentes países e 68 organizações independentes nos cinco continentes, que em conjunto representam mais de 20 mil empresas e uma rede internacional de parcerias.

 

O que é o desenvolvimento sustentável para o BCSD Portugal?

“O desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de as gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades”. Bruntland Report, 1987

Assim, o desenvolvimento sustentável, e que está cada vez mais associado com qualidade de vida e bem-estar das populações, envolve não só as componentes económica, ambiental e social, como também os aspetos espaciais e territoriais, a cultura e a política.

Os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) divulgados em 2015 pelas Nações Unidas e subscritos por 193 países, constituem hoje uma explicitação efetiva da vasta aplicação do conceito de desenvolvimento sustentável.