Loading...

Efacec reabilita equipamentos de energia 

Efacec

Projeto

A área de Service da Efacec está diretamente alinhada com os princípios da economia circular, contribuindo significativamente para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12. A sua atividade tem como vetores principais a reutilização de componentes, a extensão da vida útil de equipamentos e melhorias nos níveis de desempenho. Este texto ilustra a contribuição da Efacec Service para a economia circular através de três aspetos concretos, nomeadamente: a reabilitação de equipamentos, a regeneração de óleo, e a manutenção preditiva.

A Efacec desenvolve atividades de reabilitação dos principais equipamentos presentes no setor da energia, tais como: transformadores, aparelhagem elétrica e máquinas rotativas (geradores e motores elétricos). Está preparada para recuperar qualquer equipamento, independentemente do seu fabricante, dando-lhes uma nova vida com métodos atualizados e níveis de eficiência otimizados. A rebobinagem de transformadores, por exemplo, permite reaproveitar 50% da massa total do equipamento. Através desta realidade, este modelo de negócio cria uma alternativa viável para o cliente final e responde diretamente aos grandes desafios globais como a escassez de materiais e as alterações climáticas.

A regeneração de óleo é outro exemplo que demonstra como a Efacec alcança a gestão sustentável e fomenta o uso eficiente de recursos naturais. Ao longo da sua exploração, o óleo usado nos transformadores sofre um envelhecimento natural que deteriora as suas características levando assim á necessidade de substituir o óleo para não comprometer a vida útil do transformador. Consequentemente, a regeneração de óleo apresenta-se como uma solução viável com vantagens técnicas, económicas e ambientais. A regeneração permite diminuir o consumo de recursos naturais, evita que o óleo seja descartado no ambiente, e prolonga simultaneamente o tempo de vida útil de transformadores. A Efacec iniciou o processo de regeneração do óleo de transformadores em 2018 e, como consequência direta, tem diminuído o impacto ambiental da extração e deposição de milhares de litros de óleo.

O equipamento utilizado pela Efacec usa o método de adsorção com percolação por pressão e auto regeneração. Este é um processo que elimina os contaminantes polares, solúveis e insolúveis presentes no óleo, por meios químicos ou físicos, proporcionando a recuperação das propriedades entretanto perdidas devido à degradação.

Finalmente, merece ainda destaque o Digital Asset Management (DAM), uma nova solução da área de Service da Efacec. Embora a gestão de ativos não seja, em si mesma, uma atividade de reabilitação de equipamentos, ela pode contribuir significativamente para uma melhor utilização dos mesmos. Baseando-se em metodologias de manutenção preditiva, e usando tecnologias avançadas como drones de fotografia termográfica e sensores de última geração, a análise intensiva e interpretativa dos dados de operação permitirá estender a vida útil dos equipamentos, assim como otimizar a sua exploração.

Em sumario, as atividades da Efacec Service contribuem diretamente para o ODS 12, fomentando a economia circular no setor industrial. A reabilitação de equipamentos, a regeneração de óleo, e a manutenção preditiva são três atividades concretas que tornam os princípios da economia circular numa realidade.

Impactes quantitativos e qualitativos

Conforme acima referido, a atividade de Service da Efacec tem apostado na reutilização de materiais com destaque para os aços, chapas magnéticas e cobre. Em 2018, as atividades de reparação e beneficiação dos equipamentos de energia permitiu a reutilização de 80% dos materiais recebidos (10.635 entre 13.250 toneladas de materiais). 17% dos equipamentos intervencionados viram o seu tempo de vida útil aumentado para o valor de origem, sendo que  os restantes 83% tiveram um aumento de vida útil estimado de cerca de 25%. O quadro abaixo mostra um sumário das operações de reparação e beneficiação que foram realizadas nos vários tipos de equipamento.

Relativamente à operação de regeneração do óleo usado, os transformadores utilizam quantidades elevadas de óleo mineral, que pode ir entre as dez toneladas para um transformador de 20 MVA, até mais de 100 toneladas nas máquinas de potência acima dos 250 MVA. Em 2018 foi regenerado um total de 85 toneladas com a redução do mesmo volume para descarte como resíduo. Além de todos estes benefícios ambientais, a regeneração do óleo apresenta ao cliente uma vantagem económica, já que o custo da mesma é inferior a 50% do custo de uma substituição por óleo novo.

Mais informação do projecto
2019-09-16T09:25:21+01:00